sexta-feira, 25 de junho de 2010

O mar não dissolve, revela

Sabe aqueles fatos que você conta aos seus amigos que simplesmente não dá pra acreditar de primeira sem fazer uma cara de bunda antes, e dá um trabalhão pra você provar que é verdade? Pois é quero deixar registrado aqui uma história desse quilate.
Como é sabido e lamentado por todos as chuvas de junho têm castigado a zona da mata Nordestina, de forma mais devastadora nos estados de Pernambuco e Alagoas, o fato é que cidades inteiras foram arrasadas, bom até aí todos estão sabendo, e é fácil de acreditar, mas o que provavelmente vai ser história da carochinha daqui a uns 15 anos é a triste realidade que se vê no vídeo a seguir.




O ponto principal dessa postagem não é ter razão política, ainda que sirva para tal, como parco indício do descaso da mídia e do poder público que estão inebriados com vuvuzelas e jabulanis na glamourosa copa do mundo. O sentido maior de eu ter escrito esse post é para registrar que um dia a terra estava tão cheia de nós que agonizava como uma mulher em vias de abortar, e que eu, um simples cidadão e expectador, era obrigado a me impressionar com a natureza e com os homens mais uma vez.

Sabe, no futuro ainda haverá quem duvide da veracidade de tudo o que está acontecendo hoje. Espero em Deus que as coisas não se encontrem em uma situação tão crítica, que os acontecidos de hoje não sejam meros ocorridos corriqueiros.

Nenhum comentário: