segunda-feira, 29 de junho de 2009

Uma carta jamais lida

"Queria poder ter tido a oportunidade de ser teu problema, de ser o teu cansaço,a tua preocupação, queria talvez poder ter sido a tua alegria mamãe. Pena que não tive defesa, era sem forma.
Mas você escolheu, você preferiu a morte, a minha morte.Você não quis escutar minha voz, meus passos, meu pequenino coração a bater. Você preferiu meu silêncio, o silêncio da morte!
Sinto uma profunda tristeza em saber que não pude sorrir para você, saber que não pude te abraçar, sentir teu calor de mãe, o teu cheiro, dói saber que não tive chances de brincar e correr pela casa, de levar uma bronca ou talvez um elogio sincero.
Mas, sabe mamãe não te julgo, porém não consigo entender a alegria que sentiu quando ficou 'livre' de mim,nunca te fiz mal algum, contudo você me tirou o prazer de viver neste mundo, mundo que me faria ser tua vergonha, motivo de preconceito e deboches.
Senti que o teu desespero, as tuas lágrimas caírem ao perceber que o amor não tinha me gerado.
Queria tanto poder ter ouvido tuas histórias, conhecer a tua infância, fazer parte de sua vida. Queria poder ter sentido sua proteção, sua compreenção.
E agora, da minha dor, das minhas lágrimas, queria te falar que te desculpo, que iria te amar sinceramente!
Gostaria que você lembrasse daquí alguns anos, que escultasse a minha doce voz te chamando de mamãe, minha linda mamãe.
Seu coração agora está alegre e calmo, mas o meu parou de bombear naquele instante que eu começava a crescer para absorver tudo que gostaria que fossê-mos: mãe e filho...Bons amigos!"

Laryssa Macieira


Cara me impressionei com o texto de Laryssa, a guria tem talento com as palavras.
Parafraseando Gabriel o Pensador quando ele diz que "falar de corrupção sempre é um assunto atual", afirmo também que falar de desrespeito à vida, em qualquer esfera, infelizmente é tão atual quanto. Nós conseguimos colocar sondas em Marte mas não somos capazes de mudar nosso modo de tratar esta delicada dádiva que é a vida.

A pesar das concepções não planejadas serem cada vez mais flagrantes, o aborto, com toda certeza, jamais é a melhor saída.

4 comentários:

Laryssa disse...

Que privilégio o meu:D
obrigada pelo elogio xD
adoro esse blog!

sheyla disse...

Fico muito feliz em ver que te passei valores, valores que julgo importantes...Não imaginas como fiquei feliz em vê que nutrimos os mesmos sentimentos com relação ao aborto. Fico muito triste ao ver a banalidade com que hoje a vida é tratada, seres inocentes sofrendo tão horrenda morte, onde era nesse exato momento que mereceriamm os maiores cuidados e o direito a vida. Triste, principalmente vindo de uma mãe...me comove, me entristece, e não entendo...e pra ser sincera, não quero entender tamanha maldade!

Jamad disse...

Concordo planamente Ramon! A menina é um talento e o tema é bastante sério e profundo de modo que a opnião virou um discurso digno de leitura na igreja
muito bom!
Jamaci

Pedro Rocha disse...

:D eita que ela escreve bunito demais ;D Parabens, continue assim!