sábado, 21 de fevereiro de 2009

Coronéis e Coronéis



Nasci e me criei na Paraíba, um estado onde um punhado de cidades de fato têm mínima estrutura, deve-se este quadro ao revesamento 2X8 que existe no meu lugar desde que os tabajaras trairam os potiguaras. Desde aquele tempo esta bolinha encarnada e preta migra de uma raquete a outra empunhada pelas mãos dos coronéis.

Vamos então entrar no meu De lorean* arretado pra você entender onde quero chegar. Quando eu era garoto, após o mandato do então Governador Ronaldo da Cunha Lima, ano 1993 ou 1994 não lembro bem, outro PMDbista foi eleito por voto direto para gerir o Estado, seu nome Antônio Mariz, que como Tancredo Neves faleceu e não pôde mostrar serviço, mas todo mundo por essas bandas jura que ele era um fenômeno. Seu vice era o, para mim obscuro e total desconhecido, José Targino Maranhão, sabe-se que era uma prática recorrente escolher vices que não tivessem muita expressão política mas que pudessem usar a força do dinheiro e do poder que exerciam em seus respectivos currais, acho que ainda é assim de alguma forma.

Bom o fato é que o Maranhão (não o estado, o cara) tomou posse após a morte do Mariz, então governou por três anos e meio, e na outra eleição esta em 1998 foi reeleito para o cargo. Querendo eu já adentrar nos méritos políticos e já entrando, tento fazer um balanço geral dos 8 anos de governo do Ex-Senador José Maranhão, só me vêm a cuca fatos que se destacam por serem sombrios, como a maneira que ele encontrou para enfrentar a greve dos policiais, simples, diálogo é pros fracos, o cara acionou o exército. E teve aquela vez quando no desfile das Muriçocas do Miramar, se não me engano o ano era 2001, no trio elétrico que em que ele estava os professores da UEPB estenderam faixas com os dizeres "MATE NOSSA FOME", professores fizeram greve de fome para terem o direito de falar com o gestor maior do estado, e este não os atendeu. Ao deixar o governo do Estado em 2002 verificou-se em sua prestação de contas que o Mr. Maranhão havia aumentado sua riquesa em aproximados 1000% é eu não coloquei um zero a mais não, você leu MIL POR CENTO mesmo. Este proximo caso falo por que ocorreu comigo, todo professor de ensino médio tinha direito ao FUNDEF, um incentivo salarial, no meu caso enquanto professor pró-tempore, eu tinha direito a R$ 100,00 a mais no meu pálido salário, infelizmente o Maranhão roubou-me durante meus primeiros anos como professor, já que não vi a cor dos 100 merréis. Passei a receber após a posse de Cássio da Cunha Lima(é o mesmo que esta semana foi cassado).

Não gosto de como os assuntos sobre política são conduzidos no meu sublime torrão, aqui confunde-se consciência política com afinidade por determinado grupo político, amigos se estranham, famílías se dividem, as pessoas não se respeitam mais, opiniões divergentes dificilmente são ouvidas, nuances que lembram muito o fanatismo, porém um fanatismo maqueado e covarde, caso você seja de outra região do País, entenda que no Nordeste isto é corriqueiro, não importa o quanto roube, mate ou destrua, se for coronel, se comprou chinelos, dentaduras e óculos suficientes e ou fez uma praça bacana, pode contar que nas proximas eleições os mesmos canalhas serão bem votados.

Passei alguns dias fora do meu estado, estava trabalhando e não me pus a par dos acontecimentos daqui, tampouco assito TV então estava ilhado mesmo, descobri então que na utima terça feira dia 17/02/2009 o Governador da Paraíba Cássio da Cunha Lima havia sido cassado numa decisão do STF, Maranhão foi reempossado no cargo de Governador do austero Estado da Paraíba. Imaginei o Michael Jackson executando o seu famoso Moon Walker vestido com as cores da bandeira da Paraíba meio que uma sensação de que esta fatia parca de Brasil estaria agora nas mãos de um decendente direto (politicamente falando) dos tão incompetentes capitães mores que daqui usurparam o sustento, e que estava, assim como o Michael, ANDANDO PARA TRAS, porém abraçado com a idéia de sugar ainda mais os ossos desta sesmaria.

Quero crer que ainda teremos uma reviravolta política, creio nisto com a mesma convicção de infância com que cria que o coelhinho viria na pascoa, mas ainda assim creio. Acho que a saída é eu sair, tal qual diógenes, com uma lanterna a procura de um homem que seja honesto para governar a Paraíba, temo que as pilhas da minha lanterna não irão suportar tanto tempo de uso.

É com tristeza no coração que concluo, porém não termino, este assunto. Custei a entender o sentido da frase "Cada povo tem o Líder que merece", então eu pergunto:
- o que eu fiz para merecer?


*Assista o clássico "De volta para o futuro"

3 comentários:

Geday disse...

primo isso é fato consumado!
o brasil se acostumou a ser submisso a algo,principalmente as regiões primeiramente colonizadas!
sei bem o q é isso....acho q te falei d uns certos candidatos a prefeito da aiuaba...torca troca d candidato pense!e o povo na de:quero esse pq ele me deu um milheiro d tijolos p consturir minha casinha naquele naum pq ele tirou o emprego d minha mlr!
o pq disso acontecer é a tamanha igenuidade d alguns sertanejos em q tudo esta bom,satifação d pouco q acabam por se deixarem levar pela ambição oculta nas frases dos dircurso desses coroneis!
interior é + perigoso primo hehehehehe...os feitosas então...kkkk...familia qdo chegou no ceará teve ate briga entre eles p ver quem enrolava mais o povo,hj em dia só tem uma cidade fantasma onde era a antiga fazenda e meia duzia d famila solta pelo brasil ainda brigando pelo poder das cidadezinhas q nem conehcem a historia da famila...é a ignorancia q engole o Brasil....
uuufa!taê...concordo contigo ...é só!bju

Camila disse...

Se nosso atual líder soubesse ao menos discursar, argumentar com a eloquencia que vc escreve, eu ja estaria 10% mais aliviada!

Lutar por mudança, é um dever e não utopia! Em se falando de política na paraíba, somos limitados nas escolhas... ainda vivemos pra escolher o "menos" pior!Isso é horrivel, de verdade!

Até quando vamos viver assim?
O "pobrema" é de todos nós!

Andre Felipe disse...

Haha muito boa cara, gosto do sarcasmo, traz o homem do topo da cadeia alimentar à disputar migalhas apodrecidas com os urubus (nada contra os flamenguistas, hehe).
Sei lá meu, acho q merecemos sim, como diz a teoria economica, não há oferta sem demanda, nem muito mesmo demanda sem oferta. Um líder não se sustenta se a população não quiser, o problema é q pra gente fazer realmente alguma coisa, o nivel de nossas vidas tem q passar de portugues pra somaliano (espero q não tenha nenhum deles lendo isss), foi assim na ditadura, foi assim com Collor, embora sejamos bons cristãos, perdoamos rápido, hehe...