terça-feira, 18 de novembro de 2008

Quem me conhece sabe como sou fissurado em aprender, aprender e aprender, mais e mais a cada dia, a cada hora, as vezes chego a ser chato. Não faço o tipo nerdão, mas nós da área de Informática caimos neste exteriótipo inevitavelmente, pois na busca por um lugar ao sol, temos que estudar a vera, as vezes virar as madrugas, abdicar de alguns momentos de diversão em busca do tão almejado saber.
Essa josta de comentario meu não deveria ser do tipo sermonete, mas tá sendo, vou direto ao assunto então.
Na época de faculdade tive uma séria desilusão amorosa com relação à Programação, eu gostava a vera de programar, quem me conhece sabe, estava estudando muito programação pra web, a pesar de minha área ser Redes de Computadores, eu tava estudando muito, tinha como um robi que me tomava algumas madrugadas, até que um impacto negativo em umas aulas de Java (não sei pq vi java no curso de redes, mas tudo bem) me fez deixar os estudos neste ramo do conhecimento meio que de lado.
Recentemente surgiu a necessidade de construir um site para a Igreja Adventista do Bessa (Sou adventista :D), ai tive que ir aos pouquinhos voltando a velha rotina solitária de programar, configurar servidor web, buscar alguns tutoriais pra ver o quão defasado estão meus conhecimentos e voilá, a gana que eu sentia naquela época parece estar voltando, estou até mais desejoso por cada vez mais conhecimentos.

E o que vocês têm a ver com isso????? não sei, só pensei que devemos ser capazes de recriar sempre artificios para que nos mantenhamos motivados, tenho uma missão agora, sei que devo investir algum tempo para escalar alguns pontos nesta interminável curva de conhecimento, me manter focado e motivado será o segredo.


É isso, e em tempo ou fora dele, tô feliz por que o Mengão deu uma surra de mão aberta no Palmeiras :D (nada a ver esse final neh)

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

"Pelé calado é um poeta"

Quero entender por que, no Brasil, temos a mania de achar que os melhores jogadores atuaram nas décadas de 50.60 e 70... sempre quis saber mas nunca parei pra meditar de fato no assunto, não de maneira completa, como tem alguns que conseguem passar horas horas a fio pensando no futebol. Quero deixar claro que sou apaixonado pelo esporte Bretão, sou flamenguista, mas isso não me impede de ter minhas próprias opiniões acerca de determinados assuntos e um deles é o futebol.

Teve um evento comemorativo em Estocolmo, comemorando os 50 anos da conquista do 1º campeonato mundial. O Pelé pra fazer gracinha resolveu abrir a boca pra comenta que Dunga não foi um bom Jogador. Bem palavras do Pelé:
– Muitos bons jogadores não deram certo como treinador. Foi assim com Didi, Vavá, Pepe no Brasil. Beckenbauer na Alemanha é uma exceção. Vamos ver como Maradona se sai. Dunga? Eu disse “bons jogadores”.

Pra informar o seu Edson (toh querendo me iludir, ele nunca lerá este blog kkkkk), assim como muitos bons jogadores não foram bons técnicos... também há muitos ex-jogadores extraordinários que se tornaram técnicos de sucesso. Só pra exemplificar: Johan Cruyff, Frank Rijkaard, Zico, Murici Ramalho, Telê Santana... Quer que eu continue ?????

Eu sou de uma geração que vivia escutando os mais velhos falarem da copa de 70 e como os jogadores Passeavam em campo, num tempo em que dava pra jogar bola andando, uma copa que Jairzinho, Gerson e Cia comeram a bola e Pelé levou toda a fama sozinho. Sou de uma geração que ficava doida para ver uma seleção que desencantasse, e o Parreira trouxe o desacreditado Dunga pra seleção, e depois de muita insistência de todos, ele completou finalmente o elenco com Romário. Vi esta seleção ser campeã e vi um Leão no meio campo chamado Dunga.
Que para mim Foi importantíssimo sim na conquista do Tetra

Então Concluo o Post com a frase que deu título ao Post de autoria de Romário:
"Pelé calado é um poeta"